Relator da ONU acusa governos de causarem mortes por mentirem - Plataforma Media

Relator da ONU acusa governos de causarem mortes por mentirem

David Kaye deu o exemplo de países como a China, Bielorrússia, Camboja, Irão, Egito, Índia, Myanmar e Turquia.

O relator especial das Nações Unidas para a liberdade de expressão, David Kaye, considera que as restrições à informação impostas por Governos durante a pandemia de Covid-19 custaram muitas vidas.

A preocupação de David Kaye foi manifestada ao Conselho de Direitos Humanos.

“Morreram pessoas porque os governos mentiram, ocultaram informações, prenderam jornalistas, não revelaram a verdadeira gravidade da ameaça ou criminalizaram indivíduos com o pretexto de que tinham divulgado informações falsas”, disse Kaye ao Conselho, atualmente reunido em Genebra.

O perito acrescentou que alguns governos “preferiram proteger-se a si próprios em vez de permitir que as pessoas partilhassem informações, aprendessem sobre a epidemia ou soubessem o que as autoridades estavam ou não a fazer para as proteger”.

Kaye deu o exemplo de países como a China (a fonte da pandemia), Bielorrússia, Camboja, Irão, Egito, Índia, Myanmar (antiga Birmânia) e Turquia.

Leia mais em TSF

Assine nossa Newsletter