A inspiração de uma das maiores histórias de amor da América - Plataforma Media

A inspiração de uma das maiores histórias de amor da América

O casal presidencial Jimmy e Rosalynn Carter comemora hoje 74 anos de casamento, tantos quanto contam de vida Donald Trump e George W. Bush.

Eleanor Rosalynn Smith nunca se interessou muito por rapazes da sua idade e chegou a pensar que ia ficar para tia. Pedia à mãe que atendesse o telefone e dissesse que ela não estava em casa quando um pretendente ligava. E eram muitos os interessados na beldade do sul, nascida em agosto de 1927 na pequena cidade de Plains, Georgia. Julgava que o seu destino era tirar design de interiores numa faculdade para mulheres, mas acabou por se tornar na mulher de um jovem oficial da marinha, mais tarde o presidente Jimmy Carter. Viria a ser uma das Primeiras Damas mais queridas – e poderosas – de sempre nos Estados Unidos da América.

A história de como Eleanor se tornou Rosalynn Carter foi contada no livro “What Makes a Marriage Last” [O que faz um casamento durar], publicado há dois meses por Phil Donahue e Marlo Thomas. Rosalynn e Jimmy Carter casaram-se a 7 de julho de 1946, exatamente há 74 anos. Têm o casamento mais duradouro de toda a história presidencial dos Estados Unidos e são apontados como emblemáticos pela resiliência e longevidade da sua história de amor. Estão casados há tantos anos quantos contam de vida o atual presidente Donald Trump, nascido a 14 de junho de 1946, e o ex-presidente George W. Bush, que nasceu a 6 de julho do mesmo ano.

(FILES) In this file photo taken on January 31, 1979 from right: Chinese modernizer Deng Xiaoping, US First Lady Rosalynn Carter, US President Jimmy Carter and Deng’s wife Cho Lin smile for the media at the White House in Washington DC, during the Chinese leader’s visit to the US. – Former US president Jimmy Carter warned Monday, December 31, 2018 of the risks of sliding into a Cold War with China and called on the powers to find common cause on African development. Marking the 40th anniversary of his January 1979 normalization of relations with Chinese leader Deng Xiaoping, Carter voiced concern that both countries were increasingly describing each other as threats. (Photo by STF / CONSOLIDATED PICTURES / AFP)STF/AFP/Getty Images

Leia mais em Diário de Notícias

Artigos relacionados
MundoPolítica

Biden ultrapassa marca de 80 milhões de votos, recorde absoluto

MundoSociedade

Investigação sobre fraude fiscal 'apanha' filha de Trump

MundoSociedade

O casamento supercontagiador que causou sete mortos e chegou a uma prisão

MundoPolítica

Trump admite no Twitter que Biden ganhou as eleições

Assine nossa Newsletter