Cães e gatos: “Efeitos do vírus não são transmissíveis aos humanos” -

Cães e gatos: “Efeitos do vírus não são transmissíveis aos humanos”

Nos últimos três meses, na província de Luanda, muitos animais morreram por falta de assistência. Alguns proprietários de canis encerraram as portas, por falta de condições financeiras. Levaram os cães às clínicas veterinárias, onde os deixaram abandonados. Este assunto, e outros sobre os efeitos que o novo coronavírus pode causar aos animais domésticos, apresentamos nesta entrevista com o médico especialista em nutrição animal, Faustino Júnior dos Santos

Numa altura em que o mundo gira à volta do coronavírus, que avaliação pode fazer em relação aos efeitos do novo coronavírus nos animais?

No nosso país, os efeitos da pandemia no mundo animal foram altamente desastrosos. As restrições de movimentos e proactividade impostas pelo Estado de Emergência, associada à crise financeira que veio com ela, originaram o encerramento de muitos canis. Muitos animais, cães, sobretudo, morreram porque os donos não conseguiram levar os seus peluches ao veterinário, uns por falta de recursos financeiros, e outros porque não conseguiam sair de casa. Alguns criadores passaram a oferecer os seus animais às clínicas veterinárias, por falta de recursos para os manter. No entanto, para tentar inverter esse quadro, a clínica Arcam Gold Fish, aproveitando as novas tecnologias de comunicação, passou a realizar consultas online e ao domicílio.

Existe alguma relação entre o coronavírus e os animais domésticos, como por exemplo cães e gatos?

Ao contrário do que se pensa, os cães e gatos também têm o seu coronavírus ou alfa-coronavírus, como é conhecido. Contudo, os seus sintomas se manifestam através de gastroentéricos, como diarreias e vómitos. Nos gatos, essa doença causa acreptonite infecciosa felina, que ataca o fígado e os órgãos respiratórios. Voltando à questão inicial, a família coronavírus está dividida em diferentes géneros, destacando-se entre eles a beta e alfa-coronavírus. Isso para dizer que existe um coronavírus que afecta o homem (beta-coronavírus) e outro que de forma ligeira e diferenciada afecta os animais (alfa-coronavírus) no caso concreto os cães e gatos.

Leia mais em Jornal de Angola

Artigos relacionados
MundoSociedade

Merkel diz que é possível ter vacina anti-Covid antes do Natal

FuturoMundo

Mutações descobertas do coronavírus revelam que não se tornou mais contagioso

BrasilMundo

Opas pede a países para não exigirem teste de Covid-19 aos viajantes

LifestyleMundo

Quando as fronteiras se fecham o amor resiste

Assine nossa Newsletter