Fluxos financeiros devem cair 700 milhões de euros, prevê OCDE - Plataforma Media

Fluxos financeiros devem cair 700 milhões de euros, prevê OCDE

Estima-se ainda que a pandemia de Covid-19 será culpada, ainda este ano, por cerca de 500 milhões de novos pobres, dos quais mais de 100 milhões em situação extrema

Um estudo da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), publicado ontem, sobre o risco de colapso financeiro na ajuda ao desenvolvimento, estima que os fluxos financeiros, sejam eles públicos ou privados, dirigidos aos países em vias de desenvolvimento possam cair 700 milhões de euros ainda este ano, devido à pandemia de Covid-19.

E, mesmo que não venha a ocorrer uma segunda vaga do surto, os mais pobres continuarão mais pobres. O valor estimado excede o impacto da crise financeira global de 2008 em 60%, refere o documento.

Com altos níveis de dívida pública e pressões adicionais induzidas pela pandemia em todas as principais fontes de financiamento do desenvolvimento, os países menos desenvolvidos terão, de acordo com o relatório, dificuldades para financiar as suas respostas de saúde pública, sociais e económicas no que à pandemia de Covid-19 dizem respeito, num momento altamente crítico para esses países.

Por isso, os países que normalmente doam dinheiro têm, no entanto, a obrigação, apesar das dificuldades que hoje enfrentam, de reforçar o apoio financeiro aos países mais frágeis, seja na fase imediata de crise sanitária, como na fase de recuperação económica. E essa ajuda terá de ser compatibilizada com o combate às desigualdades e às alterações climáticas, bem como a revitalização do comércio, ressalva a OCDE.

Estima-se que a pandemia no novo coronavírus será culpada por cerca de 500 milhões de novos pobres em 2020. Desses, mais de 100 milhões encontram-se em situação extrema.

Related posts
Desporto

Japão suspenderá estado de emergência um mês antes dos Jogos de Tóquio

EconomiaMundo

Países da zona euro devem manter “postura orçamental de apoio” em 2022

Mundo

OMS designa como variante Lambda o SARS-CoV-2 presente na América Latina

MundoSociedade

UE adverte que campanhas de vacinação podem ignorar grupos vulneráveis

Assine nossa Newsletter