Empresa espanhola condenada a pagar indeminização ao Governo angolano - Plataforma Media

Empresa espanhola condenada a pagar indeminização ao Governo angolano

Empreiteira executou, com defeitos, a obra de desenho e construção da rede de ligação domiciliar do sistema de distribuição de água potável à capital da província do Cuanza- Norte. Por desentendimento com o dono da empreitada (MINEA) o processo foi levado a um Tribunal Arbitral internacional.

No âmbito do Primeiro Projecto de Desenvolvimento Institucional do Sector das Águas (PDISA), a Unidade de Coordenação de Projectos (UCP) teve um diferendo com o empreiteiro de origem espanhola “Puentes Y Calzadas Infra-estruturas, SLU” em torno da execução de uma empreitada para melhorar o abastecimento de água à cidade de Ndalatando.

A empreitada, financiada pelo Banco Mundial, envolveu trabalhos de concepção e construção de rede de abastecimento de mais de 60 quilómetros de extensão e conexões domiciliares de distribuição de água, avaliada em USD 6 705 088 (seis milhões, setecentos e cinco mil e oitenta e oito dólares americanos).

Leia mais em O País

Artigos relacionados
Política

Primeiro-ministro espanhol espiado com software israelita

Política

Portugal e Espanha propõem fixar em 30 euros/MWh preço para gás

Sociedade

Falta de água no mundo aumenta até ao ano 2050

Angola

Angola busca técnicas de produção de energia a partir do lixo

Assine nossa Newsletter