Coreia do Sul volta a adotar medidas para conter novo surto - Plataforma Media

Coreia do Sul volta a adotar medidas para conter novo surto

Surgimento de novas infeções de covid-19 levam a Coreia do Sul a dar alguns passos atrás e a impor novamente restrições: museus, parques e galerias de arte vão fechar outra vez.

A Coreia do Sul voltou a implementar medidas rigorosas de contenção do vírus na capital, Seul, após o maior aumento de novas infeções por coronavírus em quase dois meses. As restrições tinham sido levantadas em todo o país a 6 de maio. No entanto, na quinta-feira, os Centros Coreanos para Controlo e Prevenção de Doenças (KCDC) registaram 79 novas infeções, sendo 67 delas na região de Seul – este é o número mais elevado de novas infeções em 53 dias.

Desta forma, museus, parques e galerias de arte vão fechar novamente a partir de sexta-feira por duas semanas, anunciou o ministro da Saúde, Park Neung-hoo. As empresas estão a ser pressionadas para reintroduzir horários flexíveis de trabalho e os moradores de Seul também foram aconselhados a evitar reuniões sociais ou ir a lugares lotados, incluindo restaurantes e bares. As instalações religiosas foram aconselhadas a serem mais vigilantes com as medidas de quarentena.

Leia mais em Diário de Notícias

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
MundoSociedade

OMS diz que é prematuro e "não realista" pensar-se que a pandemia acabe este ano

PortugalSociedade

Mais 34 mortes e 394 novos casos nas últimas 24 horas

MundoSociedade

Mercado clandestino vai forçar produção de vacinas genéricas

PortugalSociedade

Mais 58 mortes e 1027 novos casos nas últimas 24 horas

Assine nossa Newsletter