"Se as coisas correrem mal, temos de dar um passo atrás", assume Costa - Plataforma Media

“Se as coisas correrem mal, temos de dar um passo atrás”, assume Costa

O primeiro-ministro mostrou-se confiante na decisão de terminar o estado de emergência no início de maio, mas lembrou: “Se as coisas correrem mal, temos de dar um passo atrás”.

Costa lembrou que a normalidade só será possível quando houver uma vacina para a Covid-19 e que será necessário adotar medidas de distanciamento social durante muito tempo. Reconheceu ainda que o risco de contágio vai aumentar à medida que for realizado o desconfinamento, sendo preciso manter esse risco sob controlo, de forma a evitar a rutura do Serviço Nacional de Saúde.

Leia mais em Jornal de Notícias

Artigos relacionados
MundoPortugal

Covid-19: Novas estirpes não "têm impacto de provocar maior doença", diz virologista

ChinaEconomia

Covid-19: Um ano após o confinamento de Wuhan o mundo continua em crise

PortugalSociedade

Variante da África do Sul da covid-19 detetada em Portugal

DesportoSociedade

Quebra de receitas já ascende a 276 milhões de euros no futebol profissional em Portugal

Assine nossa Newsletter