Petróleo dos EUA cotado a preço negativo - Plataforma Media

Petróleo dos EUA cotado a preço negativo

O preço do petróleo americano, o West Texas Internediate (WTI) caiu nesta segunda-feira para valores negativos históricos, cotando-se pela primeira vez abaixo dos zero dólares, mais precisamente a um cêntimo.

No fecho da sessão, atingiu o valor negativo de -37,63 dólares. Na Europa, o Brent cotava-se a cerca de 25 dólares no encerramento dos mercados.

Na prática, os produtores estão a pagar aos consumidores para que estes adquiram o seu petróleo.

A queda resulta da forte pressão vendedora sobre o petróleo de maio, que vence nesta segunda-feira. O movimento do mercado resulta da profunda incerteza associada à conjuntura económica dominada pelos efeitos da pandemia do Covid-19.

Os contratos para o barril de WTI a entregar em maio, expirando esta segunda-feira à noite, forçaram à procura de compradores o mais depressa possível e a qualquer preço, o que esteve na origem desta derrapagem, associada à queda vertiginosa da procura e à quase saturação das capacidades de reserva nos Estados Unidos.

O barril do WTI que nesta segunda-feira se transacionava abaixo de um dólar valia no seu ponto mais alto nesta década 114 dólares em 2011.

Antes dos acontecimentos desta segunda-feira, o WTI tinha já perdido 82% do seu valor desde o início do ano.

Numa nota otimista, os analistas referiam, contudo, que o barril de WTI a ser entregue em junho apresentou melhor desempenho na sessºao desta segunda-feira, tendo acabado com a cotação de 20,43 dólares. Positivos.

Os mercados petrolíferos têm-se mostrado particularmente agitados nas últimas semanas à medida que se prolonga a crise do Covid-19 e apesar do acordo alcançado há uma semana entre os países da OPEP e a Rússia para a diminuição da produção.

Contudo, antes do acordo OPEP-Rússia o mercado foi inundado por petróleo barato, e o efeito daí resultante continua a fazer-se sentir à medida que se torna claro que não há procura devido ao abrandamento da atividade económica.

O preço do WTI reflete também as características específicas do mercado americano, onde são reduzidas as capacidades de armazenamento. “A procura é de tal forma inferior à oferta que as reservas terão atingidos os 70% a 80% do total da capacidade de armazenamento”, refere um analista do London Capital Group citado pelas agências internacionais.

Artigos relacionados
BrasilLifestyle

Glória Pires testou positivo para a Covid-19

PortugalSociedade

Portugal regista o maior número de infeções da semana

PolíticaPortugal

Governo prevê 3,6 milhões de pessoas vacinadas contra a covid no primeiro semestre

ChinaFuturo

China terá 600 milhões de doses de vacinas "prontas para usar ainda este ano"

Assine nossa Newsletter