Assad recebe chefe da diplomacia iraniana que apela a levantamento das sanções aos dois países - Plataforma Media

Assad recebe chefe da diplomacia iraniana que apela a levantamento das sanções aos dois países

Trata-se do primeiro encontro oficial de Mohammad Javad Zarif com Bashar al-Assad desde abril de 2019 e os dois homens foram fotografados com máscara e luvas no quadro da pandemia do novo coronavírus.

O chefe da diplomacia iraniana criticou as “sanções cruéis” de Washington que afetam os países em “luta contra esta doença (a covid-19)”, segundo um comunicado de Teerão.

Também o chefe do Estado sírio denunciou a continuação norte-americana das sanções económicas contra o seu país e o Irão “apesar das condições humanitárias excecionais”, refere um comunicado da presidência síria divulgado nas redes sociais.

Assad apresentou “condolências ao Irão e ao povo iraniano” pelos milhares de mortos ligados à covid-19.

A República Islâmica, um dos países mais afetados no mundo pelo novo coronavírus, registou já 83.505 casos e 5.209 mortos. A Síria conta oficialmente com 39 infetados, incluindo três mortos.

O Irão é um dos principais aliados de Damasco, juntamente com a Rússia, na guerra que destrói o país desde 2011 e que já matou mais de 380.000 pessoas.

Assad também denunciou hoje as “violações continuas da Turquia da soberania e territórios sírios” no norte do país, onde Ancara está militarmente envolvida há anos ao lado de alguns rebeldes sírios.

Antes do encontro com Assad, Zarif tinha estado reunido com o seu homólogo sírio, Walid Mouallem, segundo um comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros sírio.

Os dois responsáveis sublinharam “a importância de uma coordenação continua” para “reforçar a capacidade dos dois países de enfrentar a pandemia” e “garantir o que é necessário em termos de prevenção, diagnóstico e tratamento”, adianta o texto.

Artigos relacionados
MundoPolítica

Pelo menos três pessoas morreram na Síria após bombardeamento israelita

MundoPolítica

Exército dos Estados Unidos aumenta forças na Síria

MundoPolítica

Sanções dos EUA "matam à fome" a Síria e o Líbano - Hezbollah

ChinaPolítica

China pede aos EUA para levantarem sanções à Síria

Assine nossa Newsletter