CIA avisa que medicamento de Trump e Bolsonaro pode matar - Plataforma Media

CIA avisa que medicamento de Trump e Bolsonaro pode matar

O jornal norte-americano Washington Post revela na sua edição que a hidroxicloroquina, medicamento defendido pelos líderes dos Estados Unidos e Brasil, Donald Trump e Jair Bolsonaro, para o combate ao Covid-19, afinal pode matar. A informação foi revelada pela Agência Central de Inteligência (CIA), que informou os seus agentes que a hidroxicloroquina poderia causar “morte cardíaca súbita”.

“Neste momento, o medicamento não é recomendado para ser usado por pacientes, exceto por profissionais médicos que o prescrevem como parte de estudos de investigação em andamento. Existem efeitos colaterais potencialmente significativos, incluindo morte cardíaca súbita, associada à hidroxicloroquina e seu uso individual em pacientes, precisam ser cuidadosamente selecionados e monitorizados por um profissional de saúde “, revelou a CIA aos seus agentes, destacando logo depois aos mesmos:” Por favor, não obtenha este medicamento por conta própria. “

De acordo com o revelado pelo mesmo jornal, também no Brasil um estudo sobre a cloroquina, semelhante à hidroxicloroquina, foi interrompido porque alguns participantes desenvolveram problemas cardíacos”.

Artigos relacionados
FuturoMundo

Hidroxicloroquina não previne contágio nem combate a Covid-19, diz estudo

BrasilPolítica

Governo brasileiro tem estoque parado de quatro milhões de comprimidos de cloroquina

MundoSociedade

Investigadores não apoiam uso da hidroxicloroquina como tratamento

Brasil

"É uma paulada no vírus", diz Onyx após fazer tratamento com cloroquina

Assine nossa Newsletter