Festival de Avignon, em França, foi cancelado - Plataforma Media

Festival de Avignon, em França, foi cancelado

“Não estão reunidas as condições para que decorra a 74.ª edição” do festival, referiu a organização, em comunicado, acrescentando que a decisão foi tomada tendo em conta as declarações do presidente francês.

Hoje à noite, Emmanuel Macron explicou que os festivais não poderão ser realizados antes de meados de julho, pelo menos.

A 74.ª edição do Festival de Avignon iria decorrer nesta cidade francesa de 03 a 23 de julho.

Em 08 de abril, o encenador e diretor de teatro Olivier Py pediu desculpas ao público por este ano o programa do festival ser divulgado “um pouco mais tarde” devido à pandemia do novo coronavírus e garantiu que o certame respeitaria “todas as diretivas das autoridades sanitárias do país”.

Nesse dia, em declarações à France Inter, Py dizia-se “inquieto, mas não completamente pessimista” em relação à concretização do festival.

Estavam previstos 24 espetáculos de teatro, entre os quais “Moby Dick”, “Freud”, “Otelo”, “Condor” e “Hamlet à l´impératif!”.

“Death and birth in my life” (“Morte e nascimento na minha vida”, em tradução livre) era a instalação-vídeo que abriria o certame.

Na área da dança, o destaque ia para a criação “Piano Works Debussy”, da bailarina Lisbeth Gruwez e da pianista Claire Chevallier.

Exposições, conferências, ateliês de literatura e de teatro e encontros de leitores constavam também do programa.

Durante 20 dias, as iniciativas do festival iriam realizar-se em vários locais da cidade, quer em espaços fechados, quer ao ar livre.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já provocou mais de 117 mil mortos e infetou quase 1,9 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Related posts
MundoSociedade

OMS mantém nível máximo de alerta para a pandemia

Sociedade

Aos 118 anos, morreu a Irmã André, freira francesa e a pessoa mais velha do mundo

Sintomas de covid desaparecem em um ano em casos leves, segundo estudo

Macau

Turistas chineses escolhem Macau em busca de inoculação “mais eficaz”

Assine nossa Newsletter