Dados lançados - Plataforma Media

Dados lançados

Os sinais de novo ciclo estão aí. Numa altura em que Macau se prepara para entrar na década intermédia do estatuto especial de 50 anos, os princípios “Um País Dois Sistemas” e “Macau Governado pelas Suas Gentes com Alto Grau de Autonomia” encontram-se em redefinição, agora sob o ponto cardeal do “ Poder Pleno de Governação do Governo Central”, um conceito recente que se vem impondo, comprimindo a autonomia da Região Administrativa Especial.

Nesta interseção, os desafios são imensos. A nova equipa governativa apresentada esta semana por Ho Iat Seng enfrentará um con- texto externo que a colocará à prova. Desde a “guerra comercial” sino-americana à crise sem fim à vista em Hong Kong. Fatores que acentuarão uma tendência que se tem vindo a verificar nos últimos anos de abrandamento do crescimento económico na China continental. Estamos perante um período de cinco anos que poderá ser marcado por uma fase de “vacas mais magras” após um ciclo prolongado de abundância. Estará a sociedade preparada para o embate? Naturalmente que a cidade possui almofadas ou amortecedores que aliviarão o impacto de uma crise. Toda- via, terão de ser feitas escolhas. E isso poderá gerar descontentamento. Por outro lado, a resposta de cariz cada vez mais assertivo da China face à fortíssima pressão externa terá (já está a ter) consequências na narrativa dominante e em políticas que se enquadram numa denominada lógica “patriótica” ancorada numa perspetiva omnipresente de salvaguarda da segurança nacional, que tem contornos desproporcionais face à situação de Macau. Para lidar com estas matérias mais sensíveis para Pequim, a permanência de Wong Sio Chak na Segurança e a passagem e André Cheong do Comissariado para a Corrupção para a Administração e Justiça asseguram um “correto” entendimento e implementação da linha definida pelo Governo Central, ao mesmo tempo que, nos próximos dois anos, o futuro da indústria do jogo ocupará centralidade na agenda em Zhongnanhai (Sede do Governo Central em Pequim).

As duas principais novidades no elenco de Ho Iat Seng – a Secretária para os Assuntos So- ciais e Cultura e o Secretário para a Economia e Finanças – terão certamente uma dimensão de confiança pessoal e política e enviam uma mensagem de valorização de dois quadros que se destacaram na Administração Pública, transitando de áreas externas à pasta. Ho Iat Seng fez também questão de destacar na conferência de imprensa, em que deu a conhecer a equipa, o perfil e as características de Raimundo do Rosário – o único dos cinco natural de Macau. As expetativas face ao segundo mandato do Secretário para os Transportes e Obras Públicas estão elevadas, esperando-se agora mãos à obra. Na “nova era” que se inicia no dia 20 de dezembro não há tempo a perder nem margem para errar. Entre a esperança, benefício da dúvida, incerteza e o risco, “les jeux sont faits” (os dados estão lançados).

José Carlos Matias 06.12.2019

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Related posts
Opinião

Liberalismo selvagem

Opinião

A Carne De Porco É Cara? Criemos Porcos!

Opinião

Pedido de Compensação Americano Terá Lugar Amanhã

Opinião

O caminho da montanha

Assine nossa Newsletter